quarta-feira, outubro 05, 2005


Amanhece teus sonhos, faz silêncio e guarda contigo todos os teus amanhãs – saberás quando tê-los. Escreve em letras escarlates o teu céu com nuvens de algodão. Segue teus passos errantes feitos de orvalho e sombras – teus caminhos são só teus como são os cavalos-marinhos desse oceano que tuas mãos de pássaros semeando vida abraçam em fúria bretoniana. Vem! A ti pertencem as primaveras. É teu todo porvir dos sorrisos de nanquim inscritos na fragilidade de ser feliz. Eternamente feliz.

3 comentários:

Valéria disse...

"Quero possuir os átomos do tempo"(Clarice Lispector)...possuindo-os nos possuímos...aí pode haver felicidade...nos instantes...

Fernando Palma disse...

"Escreve em letras escarlates o teu céu com nuvens de algodão"

me tocou muitio. parece que faz parte de uma canção de coontos de fada.

gosto demas de suas metáforas.

Um abraço!

ronzi disse...

Parece um dia triste...