domingo, julho 10, 2005


Quis escrever poesia, e vieram imagens. Quis alcançar sons, e resvalou delírios. Sentiu a presença de quem nunca havia esquecido, mesmo estando tão distante[como se nada mais importasse que não estar ali, sentindo] As fotos revelaram um misto de infância e futuro bretoniano – as cores projetavam-se sobre suas pupilas, desenhando bizarrices e leveza[tão leve que o céu era pouco] Encantado, foi num sorriso que descobriu – A menina linda engoliu o sol!!

Um comentário:

Lílian disse...

Oi, menino. Coloquei um link pro seu blog lá no meu "Ponto, Afinal". Espero que não se importe.