sexta-feira, janeiro 13, 2006

pro carlos besen,
num alvorecer
esta é a forma original, nasceu assim em mim e assim foi vomitada, mas eu não sabia como postar. a valéria achou a solução. obrigado!

11 comentários:

Topazio disse...

oa quadrados vazios são preenchidos com amizades verdadeiras....
beijos
teresa

jb disse...

foi a solucao perfeita

estou dentro

[jb]

Valéria disse...

di nada ;)
beijo

hfm disse...

Belas palavras, belo grafismo.

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Muito bom.

Fernando Rozano disse...

Nas duas formas, belo e intenso.Abraços.

CeciLia disse...

Douglas,

admiro há tanto tempo o que escreves... que coisa me encontrares primeiro!

Feliz, de ter(se) achado o caminho

Abraços

CeciLia

Dona Estultícia disse...

Belo e perfeito! Um beijo.

Rubens da Cunha disse...

Vida longa à Valéria.
belo poema,
os dois quadrados são dois abismos. queda eterna.
abraços
rubens

Celso disse...

e que forma bela de cair e voar...

saudações

Carlos Besen disse...

nossa,

que alegria.


Continuamos disseminados na distância. Um grande abraço do seu fã

CB