sábado, fevereiro 10, 2007


pra marianna,
que me apresentou
amaranta
do garcia márquez



a velha mulher
farta da eternidade que não passava
decidiu morrer envolta em fagulhas
outrora esquecidas numa primavera distante
calmamente
acordou os vivos do seu vilarejo
dizendo que levaria encantadas na alma
as estrelas daquele céu que sempre os guiou
dali em diante não mais visto por ninguém
– estranha cantiga pra alimentar visagens –

8 comentários:

Jofre Alves disse...

Caro Douglas: o meu prazer em vir aqui ver as tuas fotografias é grande, pois a qualidade do que vejo é também grande, o que muito aprecio. E também do texto, com ressonância poética. Óptimo fim-de-semana.

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“A paciência tem mais poder do que a força”. Não meça um ser humano pelo seu poder político e financeiro. Meça-o pela grandeza dos seus sonhos e pela paciência em os executar.
Frase de Plutarco,


ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

CeciLia disse...

Douglas,

desaprisionada da eternidade, eis-me a ler-te. Como sempre, intrigada pelo que não dizes. Acatando as sugestões de tuas entrelinhas. Adoro vir aqui. Abraço,

diovvani mendonça disse...

Coincidência... estou relendo "CEM ANOS DE SOLIDÃO" e tenho feito novas descobertas. Sempre bom vir aqui. AbraçoDasGerais.

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Ser feliz, do ponto de vista da psicologia, não é ter uma vida perfeita, mas saber extrair sabedoria dos erros, alegria das dores, força das decepções, coragem dos fracassos. Ser feliz neste sentido é o requisito básico para a saúde física e intelectual.
Paragrafo retirado do livro “Nunca desista dos seus sonhos” do autor augusto Cury.

É dos sonhos que eu vivo com os pés bem assentes na terra, força!
Beijinhos
Conceição Bernardino

Meu blog- http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Conceição Bernardino disse...

Boa tarde,
“Os sonhos são como o vento, sentimo-los, mas não sabemos de onde vêm nem para onde vão” – Frase de Augusto Cury...

Vale apena pensar nisto, nos seus sonhos, faça deles a realidade da existência.
Belo
Bom fim-de-semana
Beijinhos
Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

tb disse...

Uma bela homenagem inspirada num grande vulto das letras.
Bom como sempre, Douglas, um prazer sempre renovado vir aqui ler-te/olhar.
Beijo

delusions disse...

Cem anos de solidão...

Lembro-me bem da Amarante, explorei a sua personagem num trabalho para a faculdade. Adorei o que escreveste.

bjs*