terça-feira, outubro 17, 2006


ausente
neste outubro de mim mesmo
finjo o cinza-eclipse
visto pela última vez
trancafiado numa estrela
daquele céu acolá

3 comentários:

Betty Branco Martins disse...

Olá Douglas

Eu - nas tuas palavras...

...no íntimo desprender da água doce
deixo o gume da sede
e
o azul estende-se na fundura
do azul...

Um beijo

Boasemana

Valéria disse...

eu...dezembro...
beijo

tb disse...

e é mais um...a cadência infinita da vida...
beijo