sábado, março 04, 2006

7 comentários:

Topazio disse...

Douglas, meu amigo
como gosto de vir aqui, e ler-te!
Bom fim de semana
Beijo
teresa

wesley disse...

Gostei de cá estar... voltarei por aqui.

CeciLia disse...

A vontade do silêncio é ilusória, meu caro poeta. Quase uma pretensão. Mas ela, indomada como a água, escorre pela boca adentro, saliva de loba a alimentar-se das nossas entranhas.

Parabéns pelo poema. Gostei demais.

Abraço

Claudio Eugenio Luz disse...

Belissima e profundas palavras, meu caro; numa construção que lembra a poesia concreta.

hábraços

claudio

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Belo poema.

*CC*

Dona Estultícia disse...

A verdade vem travestida de palavras, na fantasia derradeira de um belo poema. Beijos.

Celso disse...

e o silêncio é um simulacro da dor

saudações