quinta-feira, dezembro 08, 2005


a água,

feita da mudez dos deuses

dá vida às pedras

que toca no caminho

antes do sol

antes do sol

12 comentários:

Fernando Rozano disse...

Douglas, belos versos. Difícil não beber dessa água, antes do sol. Abraços.

sem cantigas disse...

e a imagem? foi da água? :-)

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi Douglas!

Gostei.

Claudio Eugenio Luz disse...

Douglas, fez-me lembrar dos dias em que corria descalço pelas ruas. Belo poema!
.
hábraços,claudio

Betty Branco Martins disse...

Douglas

A "larguesa" das palavras...

"o susto de ser. Quando, de além das paredes,
vem o cortejo das sombras, a sombra avança,
lento lábio mudo da extinta luz".


Beijinhos

mariana disse...

sons soltos que vieram: "sonhando ser terra apenas ser água passar pelo sol sem evaporar antes do sol se pôr me ensina a caminhar". Douglas, gosto de te ler e de receber suas visitas aí de tão longe-perto, pensei como é diferente e bom esse diálogo que acontece mesmo sem nos falarmos exatamente. A sua poesia já diz. Abraços!

Dona Estultícia disse...

Antes do sol...Antes. Belo poema Douglas!

dira disse...

muito belo. me calou aqui, a alma.

Valéria disse...

fecundação...
um beijo

lazuli disse...

Douglas, rendo-me às tuas palavras. Um beijo. Fernanda G.

Pablo Araujo disse...

olá douglas,

gostei do teu blog. belas imagens e poemas.

abração

leila disse...

Tua água sempre densa por aqui...
Beijo.