domingo, março 11, 2007


aqui
eu gosto de ficar

perdoe-me

é minha a solidão

9 comentários:

adelaide amorim disse...

voltando e gostando sempre de seu texto, douglas. grande abraço.

Valéria disse...

não tem perdão...
nem tem porquê...
beijo

Conceição Bernardino disse...

Avancemos com o amor

avancemos com o amor
porque a partir de hoje
esquecemos tudo o que
nos soa a duvidoso
valor estendemos nas
mãos o tecido das nossas
trocas amor vem comigo
retomar o caminho em
que nos soltámos um dia
em passeios pela
alma

Poema da autora “Marita Ferreira” do livro “Múltiplos de ti”

Vale apena reflectir neste poema está cheio de verdade
Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Ana disse...

Só na solidão me encontro. Aqui também gosto de ficar.
Bj.

Ana disse...

silêncio...

lindo isso.


bisou

Lidiane disse...

Gostamos, Douglas.
Gostamos.
Mar, silêncio, vento e solidão.

Ana disse...

acabei de te emprestar uma foto deste blog teu. coloquei lá em casa, com os devidos créditos.

bisou

Ipsissimus disse...

A solidão é um dos bens mais preciosos que temos e assim a considerarmos... Aprecia bem a abertura da tua janela ao Mundo!!
Excelente foto!

Carlos Besen disse...

Estive aqui, belo poema. Crês?