domingo, março 18, 2007


algumas tardes
apagam todas as cores
pertencentes às minhas lembranças
e ficam estranguladas
naquilo que chamo
saudade

(pesando sobre o meu peito
sem declinarem ao tempo
indiferentes ao anoitecer
maldizem a eternidade)

6 comentários:

CeciLia disse...

Nossa, Douglas! De saudades pesadas parece que andam se alimentando, os nossos dias. Dá uma olhada no último post lá do Lua. Como sempre, teu poema é quase tátil. Abraço,

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Espero que me desculpe forma como faço os meus comentários, mas é pura e verdadeira...
Para mim não chega, dizer está bonito ou lindo – por isso gosto de deixar pensamentos frases de outros autores como presente da minha gratidão e do meu encanto do que leio, do que observo nas imagens e na escrita.
É a minha maneira de ser...
A critica faço-as, da forma como somos tratados pelo Estado que ignora os problemas da nossa sociedade e como pouco ligam aos grandes talentos que encontro nos blogs.
Peço desculpa e se alguém não gostar da forma como faço os meus comentários agradecia que me dissessem pois tentarei melhorar.
Sou apenas uma amadora de escrita que escreve pela beleza de sentir na escrita as palavras que me vão na alma e penso que é essa a beleza que encontro naquilo que leio cada um escreve com a sua beleza.
Não quero com isto desrespeitar ninguém até porque as palavras lindas, bonito têm um grande significado no meu vocabulário.
Boa semana
Desculpem-me a repetição do post, mas julgo que nem todos entenderam...

Esta é a frase que vos deixo: se pudesses estar perto de mim talvez encontrasses a resposta porque te olho, porque choro sem te conhecer. Se um dia te encontrar entregarei o meu sorriso, é nele que escondo tudo aquilo que sinto só para te ver feliz.

Beijinhos
Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Ana disse...

nem tenho muito a dizer. um tanto sem alento hoje. mas me chamou a atenção a pessoa da janela lá embaixo. tentei atribuir tristeza a ela. mas não consegui. ela recusou. você a tinha visto lá? ou foi ela mesma a tua intenção?
bisou.

tb disse...

Mas há sempre as janelas que deixam entrar a luz...:)
Beijo poeta

Maria disse...

Pousar por aqui hoje e ler você refaz em mim algumas lembranças mais recentes onde cabiam estrangulados sentimentos superlativos e sem flexão...Bem, só lembrou. Gosto das tuas palavras.

Lidiane disse...

Tenho sentido saudade que dói esses dias.
Saudade que dói e vai embora.
Como tem de ser.