domingo, abril 23, 2006



REED

anjos
&
febre
os tempos difíceis acabarão
nossas preces serão ouvidas
teus ombros acolherão meus medos

[algumas vezes sinto-me feliz
quando mergulho nos teus olhos pálidos]

anjos
&
frio
os tempos de sorrir sucumbirão
as promessas afogar-se-ão na fé
meus lamentos sobreviverão aos teus

[algumas vezes sinto-me tristonho
quando adormeço nos teus olhos pálidos]

8 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

Seus poemas transpiram, deixando a gente um pouco mais leve - às vezes, um pouco mais pesado.

hábraços

claudio

Dona Estultícia disse...

olhos de ressaca meu caro...

CeciLia disse...

Sempre tão bom voltar aqui!

Anjo & inseto curioso de luz, deflagro minhas ventanias, nas entrelinhas das letras tuas.

Beijos

[jb] disse...

às vezes sou termometro
às vezes sou gelo

mas ainda tenho sangue para aquecer-me ao colo desse poema

[jb]

marcia cardeal disse...

poderia ser "reed" de lou...uma canção e melancolia. tempo atravessado este meu. arame na boca. saudades, teus textos. beijo.

marcia cardeal disse...

"pale blue eyes" é uma canção linda. LINDA.

leilalopes disse...

em febre e frio o tempo nos leva, oscila,
atravesso aqui e é noite.
beijos.

Menina do chat (rs) disse...

Você segue vomitando muito bem...
Quanto a mim:
"Cálculos,paredes,piso,teto e...razão!"