terça-feira, fevereiro 10, 2009

contaminado fui
pela sua felicidade
você amanheceu-me
primavera e girassóis
arrancou a casca do medo
que voraz me sufocava

você acreditou no menino
de olhos castanhos
e mãos de chuva
que o adulto em mim
ano após ano
lentamente assassinava

mas agora partes
as ruas ficarão desertas
os sonhos ficarão vazios
as noites se farão eternas
e o amanhã talvez não diga
o caminho para te alcançar

3 comentários:

lu bezerra disse...

:~

mariab disse...

e um dia outro alguém acreditará nesse menino. porque assim é a vida.
bela foto! beijos

Ricardo Valente disse...

Porra! douglas, tem uns poemas teus, que aos meus olhos e coração são magníficos. Esse é um deles! Cara, abração!