segunda-feira, fevereiro 02, 2009


cantiga ao vô nicolas


in memorian


a doce vó sorriu um sorriso mudo
éramos domingo e a tarde em céus púrpura findava
quando vi em seus olhos mareados
a saudade trazida por aquele último adeus
e o alívio de quem em fim descobre
um fantasma pesar menos do que quando vivo

4 comentários:

lu bezerra disse...

próximo a estação? :)

andorinha disse...

Flor e cantiga para guardar a memória.

ลndreia disse...

Hoje recebi uma flor! :D *

Claudio Eugenio Luz disse...

Aos poucos, lentamente, a gente vai se redescobrindo.

hábraços meu caro.