segunda-feira, outubro 22, 2007

sob a ossada de pássaros negros
rastros do outono irrompem o anoitecer
descerrando a quietude do céu


3 comentários:

Valéria disse...

aqui o céu é inquieto e inquieta-me...
beijo

Leila Lopes disse...

A noite é sempre um suspiro de pássaros.

Bjs

Ps. recebeu um email-convite meu?

Érika disse...

Esses blogs seus são fantásticos!