quinta-feira, novembro 27, 2008

"prelúdio ao homem de palha" tomo I



sanctus

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

multidão, multidão
vozes que te perturbam
mas estás só

o que escutas
quando vence o silêncio
são memórias baldias

que não partem
que não ficam
em paz



5 comentários:

Eternilles disse...

Do que se alimentam as memórias?

Eternilles disse...

Só pra constar, essa foto com a moldura...ficoumuito boa! Um dia faço uma assim! =p

Bruna Assagra disse...

Deixem as memórias passar fome!!!!....talvez elas se toquem, e sumam....

ohvarios disse...

nossa! nem consigo imaginar isso.
a historinha que eu contei é baseado em fatos reais.

um abraço.

Luciana Marinho disse...

tenho medo do que não
consegue ficar em paz.